Salomão, Kaiuca & Abrahão

Programa Artigo 5º discute atuação policial
Supremo Tribunal Federal
 
 
17/10/2013

A formação de policiais, hoje, é voltada para trabalho junto à comunidade e inclui matérias como direitos humanos, mas a população ainda reclama de abusos.

A Constituição Federal determina que ninguém pode ser submetido a tortura, nem a tratamento desumano ou degradante. Também garante que são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, e diz ainda que ninguém será privado da liberdade ou de seus bens sem o devido processo legal. O programa Artigo 5º desta semana discute a atuação policial junto à comunidade.

O debate será com o coronel Adilson Evangelista, chefe do Estado-Maior da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), e Alexandre Rocha, cientista político e doutor em Ciências Sociais. Para Rocha, a atuação policial no Brasil passa por um momento de reformulação que começou com o fim do regime autoritário, e hoje tem que atuar dentro da perspectiva do Estado Democrático de Direito, respeitando os direitos fundamentais da pessoa humana. O coronel Adilson Evangelista explica que hoje os policiais são preparados para atuar mais próximos à comunidade, e os currículos foram todos modificados para incluir matérias com direitos humanos.

Exibições:

Inédito: 16/10, às 21h

URL: http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=251078

 
« Voltar
 
Salomão, Kaiuca & Abrahão - Sociedade de Advogados
Rua São José, 70 - 4º andar - Centro - Rio de Janeiro / RJ
+ 55 21 3212-6400
contato@skaadv.com.br
Termos de uso
Política de Privacidade
Webmail