Salomão, Kaiuca & Abrahão

Lei do MA que dá prioridade na Justiça a vítimas de violência doméstica é inconstitucional
Supremo Tribunal Federal
 
 
04/04/2014

O Plenário do Supremo Tribunal Federal julgou procedente a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 3483, na qual a Procuradoria Geral da República questionava lei do Estado do Maranhão que estabelece prioridade na tramitação de todos os atos e diligências, em qualquer instância, aos procedimentos judiciais em que figure como parte mulher vítima de violência doméstica. A decisão foi unânime no sentido do voto do relator, ministro Dias Toffoli, cujo fundamento foi o fato de que a competência para normatizar matéria processual é privativa da União, nos termos do artigo 22, inciso I, da Constituição Federal.

A ADI 3483 foi ajuizada em 2005, e nela a PGR pedia a declaração de invalidade da Lei 7.716/2001 do Estado do Maranhão.

CF/AD

Leia mais:
6/5/2005 – Lei que beneficia vítimas de violência doméstica na tramitação de processos é questionada no Supremo
 

URL: http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=264101

 
« Voltar
 
Salomão, Kaiuca & Abrahão - Sociedade de Advogados
Rua São José, 70 - 4º andar - Centro - Rio de Janeiro / RJ
+ 55 21 3212-6400
contato@skaadv.com.br
Termos de uso
Política de Privacidade
Webmail