Salomão, Kaiuca & Abrahão

Ministro Joaquim Barbosa recebe cartas de estudantes de escola paranaense
Supremo Tribunal Federal
 
 
02/07/2014

Escolhido como “personagem do dia a dia” para estimular as aulas de Português dos alunos do 8º ano do Instituto de Educação Estadual de Maringá-PR, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, recebeu cerca de 40 cartas em que os estudantes manifestam admiração pela trajetória de vida do ministro.

A proposta de aproximar seus alunos de personagens reais da história brasileira partiu da professora Ignez Gealh, que leciona Português para cerca de 100 alunos do 8º ano do colégio. Ela ressalta sua preocupação com o fato de os estudantes mostrarem-se desestimulados com o sistema educacional público brasileiro, por “não encontrarem algo que os preencha e desperte interesse”. Nesse sentido, busca alternativas para mudar essa realidade e se diz angustiada e incomodada por “não encontrar neles [jovens] o dom de sonhar e lutar por seus sonhos e ideais”.

Segundo a professora, foi através da leitura que procurou aproximar os alunos do mundo cotidiano, utilizando obras da escritora brasileira Clarice Lispector; do médico neurocirurgião, professor e escritor norte-americano Ben Carson; e da mitologia como a lenda de Perseu e Medusa escrita Thomas Bulfinch, “contextualizando com heróis modernos e mais próximos”, diz.

A professora Ignez explica que ao trabalhar junto aos alunos com o gênero textual “carta”, percebeu que poderia apresentar a eles o ministro Joaquim Barbosa como personagem do cotidiano. Além da biografia do ministro citada por vários alunos nas cartas, a professora também utilizou notícias de jornal, revistas e internet para informar os estudantes e prepará-los para um debate em sala de aula sobre o tema. “Foi emocionante, vi então o brilho nos olhos desses alunos e consequentemente meus olhos sorriram também”, revela a professora ao narrar o sentimento dos estudantes. “Percebia-se que encontraram um personagem que preenchia suas almas de esperança, fé e coragem. Foi então que surgiu a ideia de escrever-lhe a carta”.

A professora conseguiu mobilizar os alunos, apesar do horário fracionado das aulas em decorrência da Copa do Mundo. A preocupação era que as cartinhas chegassem rapidamente ao presidente do STF, tendo em vista o anúncio de sua aposentadoria.

Resposta

Em resposta, o ministro Joaquim Barbosa parabenizou a iniciativa da professora em promover o interesse dos alunos pelo conhecimento da língua portuguesa, da literatura e da história do Brasil e considerou inspiradora a dedicação dela ao magistério e à formação cultural e intelectual dos alunos.  “A educação e a cultura são bens de valor inestimável na busca do ideal de construção de um Brasil mais justo e igualitário”, diz o ministro em ofício encaminhado à professora.

Aos jovens, o ministro Joaquim Barbosa pediu que “perseverem na dedicação aos estudos e na busca da realização de seus sonhos”. O ministro agradece a cada um dos estudantes “pelo carinho, cuidado e atenção nas palavras gentis que me dirigiram” e afirma que é reconfortante saber que os adolescentes do 8º ano do Instituto de Educação Estadual de Maringá se identificaram em suas ações “como servidor público, ministro, presidente do Supremo Tribunal Federal e sobretudo cidadão motivos de inspiração de exemplo edificante”.

Confira alguns trechos das cartas endereçadas ao ministro Joaquim Barbosa pelos estudantes, da forma como foram por eles escritas.

Isaac Di Lascio Silva – “Quando li sua história logo admirei-o e de onde veio e de onde agora está, por enfrentar preconceitos e sair vitorioso, e por não se abater pela pobreza. Um querido herói para todos os brasileiros, a inspiração para as crianças”.

Fernanda dos Santos Silva – “Poder tê-lo como exemplo, modelo de vida a ser seguido é agradável. O que mais me surpreende é que, o senhor na infância poderia ter tudo para desistir”.
Nathan Lucas Godoy – “Aprendi muitas coisas lendo sua biografia e uma dessas coisas foi que cada pessoa pode mudar o mundo do seu jeito”.

Carolina de Lima Sousa – “Parabéns pela sua história de vida, sempre com dedicação e honestidade”.
Vitória Gabriele Baier da Silva – “Venho através desta carta, dizer que estudei sua biografia e soube que realizou os diversos trabalhos mais simples para pagar as universidades internacionais, para conseguir formar-se”.

Geovanna Cruz Silva – “Caríssimo Ministro, eu como jovem te admiro por ser uma pessoa íntegra, justa, que tem amor por essa pátria. Desejo seguir seu exemplo de vida”.

Maria Eduarda S. Miranda – “Queria saber qual é o seu segredo de na sua época de escola conseguir chegar onde o senhor chegou,  com tão poucos recursos, e eu com muito, reprovei uma vez, vou levar o seu nome a sua história de vida como exemplo para o meu futuro”.

Geovana Ferreira – “Eu, cidadã brasileira, dirijo-me a Vossa Excelência com o mais alto grau de respeito, consideração e admiração. Sr. Joaquim Barbosa, admiro sua profissão, quero ser juíza, esse é meu foco, mas não tenho sido bem sucedida na escola, vou espelhar-me na sua vida, na sua biografia”. 

AR/EH

 

URL: http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=270227

 
« Voltar
 
Salomão, Kaiuca & Abrahão - Sociedade de Advogados
Rua São José, 70 - 4º andar - Centro - Rio de Janeiro / RJ
+ 55 21 3212-6400
contato@skaadv.com.br
Termos de uso
Política de Privacidade
Webmail