Salomão, Kaiuca & Abrahão

ADI que questionada criação de polícia militar voluntária em Goiás terá rito abreviado
Supremo Tribunal Federal
 
 
30/09/2014

O ministro Luiz Fux, relator da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 5163) na qual a Procuradoria Geral da República questiona a lei que instituiu o Serviço de Interesse Militar Voluntário Estadual (SIMVE) na Polícia Militar e no Corpo de Bombeiros Militar de Goiás, adotou o rito abreviado previsto no artigo 12 da Lei das ADIs (Lei 9.868/1999) em razão da relevância do tema.

A medida permite que a decisão na ADI seja tomada em caráter definitivo pelo Plenário do STF, dispensando-se o exame da liminar. O ministro Fux determinou que o governador de Goiás e a Assembleia Legislativa do estado prestem informações em 10 dias. Determinou ainda que, após esse prazo, se dê vista dos autos, sucessivamente, ao advogado-geral da União e ao procurador-geral da República, que terão cinco dias cada qual para se manifestar.

VP/AD

Leia mais:

24/09/2014 – Lei que instituiu polícia militar voluntária em Goiás é alvo de ADI

 

URL: http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=276244

 
« Voltar
 
Salomão, Kaiuca & Abrahão - Sociedade de Advogados
Rua São José, 70 - 4º andar - Centro - Rio de Janeiro / RJ
+ 55 21 3212-6400
contato@skaadv.com.br
Termos de uso
Política de Privacidade
Webmail